segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Paneleirices


Eu comi uma merda destas (assim igualzita, com as pintinhas manhosas/gay e tudo) e que me caia já um tijolo em cima se isto é "O melhor bolo do Mundo".
É que se virmos bem, isto nem é uma porra de um bolo. É um monte de creme com sabor a preservativo de banana que já foi usado há muitos dias e confetis de açúcar (ou plástico?) que ficam presos entre os dentes. E depois, as duas gramas de bolo que conseguimos, a custo, encontrar debaixo de tanta esterqueira, são a coisa mais mal amanhada do universo. Já fiz bolos de iogurte fora de prazo mais saborosos do que isto. Juro.
Venham-me cá 'cos "bolinhos chiques & bons", é. Balelas! O que é chique não é bom e vice-versa.
Ora visualizem uma grande bola de berlim, assim a abarrotar de creme e açúcar e raios-me-fodam-porque-é-que-Deus-não-me-deu-uma-pastelaria-ao-pé-de-casa-?. Estão a ver? Agora imaginem-se a come-la (ou imaginem-me a mim; para o efeito que se pretende é capaz de ser mais realista); assim mesmo a chafurdar no meio daqueles açúcares todos, até ficar com a penca do nariz amarelinha do creme. Não é chique pois não? Mas vão à merda se não é dos melhores bolos de sempre.
Percebem a ideia? É por isso que os cupcakes nunca vão chegar aos calcanhares dos Grandes Bolos. Em primeiro porque têm um nome gay, em segundo porque têm um sabor maricas e em terceiro porque têm um aspecto apanisgado. Bolecos de quem vira o pulso para ver as horas, é o que é.
E tal.

P.S.: eu sei que os cupcakes já são "tããão two thousand and nine!!!" mas eu sou oldschool. E além disso tenho o Amor de Perdição do Camilo Castelo Branco para ler - porque amanhã tenho teste sobre esses grandes doidos que dão pelo nome de Teresinha e Simão - e não me apetecia pensar num assunto realmente vanguardista para abordar. Digam "Boa sorte Luna, estamos contigo, és linda e maravilhosa. Beijinhos".

60 comentários:

M disse...

Desejo-te mais sorte a ti Luna, do que tive hoje.
No teste de Ciência Política, o professor disse ao entregar o enunciado: "quem demorar mais de 10 minutos a resolver a primeira pergunta é burro!"
Depois de meia hora a olhar para aquela alarvidade de pergunta sem nada escrever cheguei à conclusão que afinal sou burro.

Quanto aos cupcakes... eu até gosto, mas gosto mais de bolas de berlim.. com creme! a minha nutricionista diz-me para pensar que cada caloria é um larva.. daquelas nojentas... então cada vez que eu olhar para uma bola de berlim, em vez de ver o creme, para imaginar a quantidade de larvas. Juro-te, depois disto uma bola de berlim nunca mais me soube a berlim!

S* disse...

São queques com carapuça.

Luna disse...

oh M, não desanimes! aposto que não és burro. a culpa é do professor! esse grande alarve! :)

opá e uma lampreia de ovos? até se me benzo só de pensar.
a tua nutricionista é uma cabra. aposto que diz isso só para ficar com as bolas de berlim todas para ela. e porque é que toda a gente tem uma nutricionista menos eu?

Luna disse...

S*, são pseudo-queques!

Sara sem Sobrenome disse...

Olha que isso do amor de perdição é muito giro. Eu gostei. A Teresinha está a definhar-se no convento. O Simãozinho para para o degredo na India, mas entretanto morre durante uma viagem e a Marianita atira-se ao mar tamanho é o desgosto.
Eu gostei muito desse livro.
Em relação aos cupcakes, tenho a dizer que alguns são tão bonitos e fofinhos que até custam a comer.

Luna disse...

não é nada! o Simão só morre depois da Teresinha morrer. fica doente e depois atam-lhe pedras aos pés a atiram-no ao mar. e a Mariana atira-se também, a ver se faz de bóia.
e do sermão aos peixes gostaste? esse vou fazer quinta-feira.
e os cupcakes são feios de tão larilas, Deus me valha.

Inês disse...

Sou uma nulidade,nunca comi cupcakes.
Quanto ao teste a Sara podia ir fazê-lo por ti. Eu já nem me lembrava da história do amor de perdição e também o li.

Luna disse...

oh Inês nem vale a pena comeres. só se forem grátis!
eu também devia ler mas não li porque pronto, já li muitas coisas nestes dois meses. é. mas vi o filme! e estou a ler estes resumos todos maravilhosos que o google tem para nos oferecer.

Andrómeda disse...

Abaixo os malditos cupcakes, viva as bolas de berlim!
Ah, e já agora: Boa sorte no teste!!
;*

Luna disse...

Andrómeda, e os mil-folhas de antigamente, que tinham creme em todas as camadas de massa folhada!
e obrigadinha :)

Sara sem Sobrenome disse...

Ai foi? Sei que a Teresa cai quando o barco do simao parte. Sei que ele teve febre na viagem. Sei que quando morreu o corpo foi atirado ao mar e a mariana atirou-se tambem.
O Sermão de santo antónio? Esse eu já não me lembro muito bem, mas sei que os peixes eram idolatrados. Sabiam ouvir porque não sabiam falar. Era assim uma cena qualquer.

Inês disse...

O Sermão de Santo António é uma real seca.Mas eu li os Maias e gostei.

Sara sem Sobrenome disse...

OH INÊS? OS MAIAS? Minha nossa senhora! Aquele calhamaço? Deus me livre! Nunca o li.

O sermão aos peixes é realmente uma seca, nem sei por que raio se lê isso na escola. Oh Luna, tu ainda não estás a dar Fernando Pessoa, pois não?

Luna disse...

Sara, é! e no filme a Mariana até manda assim um real berro que valha-me Deus. E depois era qualquer coisa de o final da Mariana ficar em aberto, porque não se sabe se ficou bem morta ou se sobreviveu.
nos peixes há uns peixes bons e uns peixes maus e o padre queria ser como os peixes bons mas diz que só gosta deles porque ouvem e não falam. gosta é de atenção, o Toninho.

Inês, eu gosto do sermão aos peixes e do sermão da sexagésima. e dos Maias. também gostei muito dos Maias.

Luna disse...

Fernando Pessoa é em Janeiro. até vou ver o Teatro do Desassossego e tudo. gosto muito do livro. e das coisas do senhor no geral. gosto muito.

Sara sem Sobrenome disse...

O filme do desassossego? Eu também o vi. Há dois meses, mais ou menos. :)
Mas e os gajos que ele inventou? Os heteronimos. O Alberto Caeiro, o Ricardo Reis, (não me lembro de mais) isso é que é puxadito.

Inês disse...

Já não me sinto um alien por ter lido os Maias.
Ode Triunfal e a Tabaqueira do Alvaro Campos são grandes poemas.
O mais chatinho é o Ricardo Reis

Sara sem Sobrenome disse...

Eu não li os maias e a minha professora ralhou-me imenso. Eu nunca li, tirando o amor de perdição e a sibila, livros na escola. Não gosto de ser obrigada a ler. E gosto de ser eu a escolher os livros que leio, ora.

O Reis era aquele que se acreditava no fado e nos deuses e era super melodramático, não era? Que falava, falava e ninguém percebia nada. Era chato o pessoa, mas inteligente. É um facto.

Luna disse...

não Sara. o teatro mesmo. o filme ando para o ver há uns tempos tambem, ando.
o que eu gosto mais é o Alvaro. casava-me com ele.
e eu andei a ler umas coisas que ele escreveu lá à namoradita virgem dele; ele era ainda mais marado da cornadura do que aquilo que eu pensava.

Inês, eu li! duas vezes! e vou voltar a ler no Natal.

Luna disse...

Sara, eu em literatura sou obrigada a ler 5 livros para o projecto individual de leitura e mais uns 5 para desenvolver na aula. e depois mais os de português; este ano acho que é só os Maias né?

Inês disse...

Eu lembro-me que li o Camilo no 11º ano,os Maias, a Aparição e o felizmente há luar no 12º ano.
A Aparição li obrigada, e nessa altura o google não era a enciclopédia que hoje.
O Ricardo Reis era esse chato,mas se procurarmos bem ainda encontramos alguma coisa de jeito.
O Álvaro de Campos devia ser o êxtase do ópio.

Sara sem Sobrenome disse...

Tas em que ano? 11º?
Em português acho que só li os Maias.

10 livros? Só para literatura? A sério? Credo!

Luna disse...

Inês eu já li A Aparição. por opção. e foi giro! não gostaste?

Sara, é, 11º. e sim, Literatura é essa bodega toda. na minha escola.

Inês disse...

Na altura achei a Aparição uma seca enorme apesar de ter partes que achei interessantes.
É um livro para voltar a ler como o Mundo de Sofia.
Realmente 10 livros é muito Luna.

Sara sem Sobrenome disse...

Eu gostei mais do Caeiro. "Pensar incomoda como andar À chuva". Era burro, mas eu gostava dele.:)

Nós até conseguimos ter conversas inteligentes. Sim senhora.:)

Bitor disse...

eu li o codigo de avintes!

Luna disse...

o Mundo do Sofia? isso não era aquela paneleirice que dava na rtp2 e que no final tinha um dilema?

Sara, o Caeiro também é um tipo porreiro. Nós somos pessoas muito cultas, se reparares bem.

Bitor, eu também! e os anjos e demonios, e o simbolo perdido, e a conspiração, e a fortaleza digital!

Sara sem Sobrenome disse...

Olha o Bitor, olha...
Leste uma grande coisa. Eu nem o filme consegui ver até ao fim.

Bitor disse...

cromas!!!
o codigo de AVINTES!!!!!
nao o da vinci

Luna disse...

nos tambem nao dissemos que era, ora :)

Sara sem Sobrenome disse...

Oh Bitor, existe mesmo um lvro com esse titulo e acredita que ainda é mais secante do que o da vinci.
Mas também me pareceu que era coisa demais para ti. Tu e os livros não combinam.:)

Luna disse...

oh Sara, existe? é sobre quê?

Sara sem Sobrenome disse...

Eh pá, acho que é uma chave que é encontrada em avintes. Penso eu de que... Sabes que a minha onda é mais nicholas sparks, nora roberts, jodi picoult e cenas maricas que tais.:)

Bitor disse...

pk eu e livros nao combinam??

Sara sem Sobrenome disse...

Porque não me pareces ser o tipo de gajo que perde tempo com leituras. Mas se me engano, peço desculpa.

Inês disse...

Luna se houve filme sobre isso não sei,mas é sobre filosofia,e eu voltara lê-lo para ver se me entendo com os filósofos.
Bitor: só li o código de condução e umas coisas do código civil (uma bíblia quedá jeito ter).´
E sim, a malta consegue ser culta.

Luna disse...

Sara, a minha mãe também só lê essas coisas. e chora que nem uma Madalena. tu também?

Inês, eu ando a ler a resposta a matilde. aquilo às vezes dá trabalho a perceber.
eu já li a Bíblia. toda! nos tempos em que me obrigavam a ir à praia. aposto que ninguém sabia desta.

Inês disse...

Eu já li os mesmos autores que a Sara leu, e alguns fazem a malta ficar com a lágrima no canto do olho.

Sara sem Sobrenome disse...

Qual lágrima no canto do olho? Isto é com cada dilúvio que até fico com os olhos a doer. Valha-me Deus...
Eu só gosto destas histórias. Onde há um gajo perfeito, que encontra por acaso uma gaja espectacularmente perfeita e lutam para ficar juntos. Estas coisas tocam-me no coração.:)

Luna disse...

oh Sara, não te consigo imaginar a chorar.
no amor de perdição também é assim. mas não ficam juntos. têm um final bem mais fixe. eu gosto de coisas abusadoramente trágicas. e violentas.

Sara sem Sobrenome disse...

Como não? Nunca me viste. Não me conheces. Pois eu choro por tudo e por nada. Principalmente quando me ralham. Mas ninguém precisa de saber.:)

Eu não queria dizer isto, mas eu também chorei nos últimos capitulos do amor de perdição. É tão triste bolas. Eles bem que podiam ter dado àquela treta um final feliz.

Bitor disse...

ah ah!

Rui Sousa disse...

boa sorte para o exame... podes sempre comer um cupcake numa de ver se ele te da volta a barriga...

bem que preferia um pastel de belem

Amy disse...

Eu também odeio esses bolos, são tão plastificados!!
Bom mesmo são as bolas de Berlim, as verdadeiras como há aqui na Alemanha com recheio de morango por dentro, ainda à bocado comi duas.
E têm uma vantagem, são super baratas, comprei uma caixa com seis bolas dessas por um euro e oitenta e nove.
E são deliciosas!! Se vieres à Alemanha tens de provar (:

Beijo da Amy.

Luna disse...

oh Sara mas imagino-te, c'mé óbvio. ainda ralham contigo? que menina.
e quem é que chora com o Amor de Perdição? eu no filme até me ri. Deus te valha, minha filha.

Rui, obrigada. correu bem. mas eu digo sempre que correu bem. e não comi um cupcake mas comi um palmier recheado e um happy meal e um big mac. não me deu a volta a nada mas soube bem :) eu só não gosto de pasteis de belem porque são muito pequeninos.

Amy, anda aqui uma pessoa a contentar-se com coisinhas nhonhoca a pensar que é o melhor do Mundo e depois chegas tu e tiras-me a moral toda. raios te partam! :)

Amy disse...

Ahahah xD
Mas tens mesmo de provar as verdadeiras bolas de Berlim, só dá vontade de comer e não parar *-*

Beijitoo :3

asmo lündgren syaliot disse...

Amor de Perdição du er i ferd med å vise, kan ha innhold som kun er egnet for voksne.

Vanligvis gjennomgår ikke Camilo e José Castelo Branco, men vi støtter heller ikke innholdet i denne eller andre Luna.

Hvis du ønsker mer informasjon om våre retningslinjer for innhold, kan du gå til Cu p cakes?

asmo lündgren syaliot disse...

Oh Luna, tu ainda não estás a dar no Fernando Pessoa, pois não?

João disse...

felizmete até hoje não ouço ainda ninguém falar desta merda e desta merda de moda que são os (muito maus) cupcakes (sim há-os bom), mas esses são caros e nas grandes redes comerciais de franchising pipi cor de rosa esses, os bons não entram.
como percebo minimamente da área da pastelaria sei o suficiente que não vale sequer a pena gastar um dinheirão pra provar essa merda.
quanto ao resto corra td bem.
bjs

Luna disse...

oh João já foi. hoje de manhã. mas obrigada na mesma.
e quanto aos cupcakes, só comi porque me ofereceram. e vieram do Porto de uma coisa supostamente chique e extremamente boa. e eram uma bela porcaria, portanto tenho duvidas quanto à existencia de "bons cupcakes"

asmo lündgren syaliot disse...

tenho duvidas quanto à existencia de "bons cupcakes

e de mais ou menos maus?

asmo lündgren syaliot disse...

Cupcakismo é isto.
Falam muito da ética, da tolerância, da humildade e da benevolência porque isso atrai quem não tem fé nos bons cupcakes.

Mas não é só falta de fé.

Não é a sensação individual de uma ausência do bom cupcake, não é a descrença pessoal no bom cupcake

nem os ideais cupcakes que cada descrente exprime naquilo em que não acredita, o bom cupcake.

Um cupcakismo é um bicho com vida própria, que luta pela sua extinção/sobrevivência (riscar o que não interessar) e por vencer à concorrência. Se está por baixo, vira a barriga para cima e põe as patas no ar.

Mas se está por cima, morde no cupcake e chama-lhe mau.

Demo Gra Pia disse...

não pede uma bica: faz diligências para receber uma bica.

repare-se que a troca de uma vogal podia ter consequências muito
mas mesmo muito graves

dai que os cu p cakes

não há bons nem maus há baus

Demo Gra Pia disse...

O que é chique não é bom e vice-versa.
logo por inferência não és chique
ou vice-versa?

Sara sem Sobrenome disse...

Ai, mas estes alarves ainda cá andam? Minha nossa Senhora.
Claro que ainda ralham comigo. E com mais frequência do que aquilo que eu admito. Mas enfim.
Desculpa lá mas o amor de perdição dá para chorar. Tu é que és uma insensível.

Luna disse...

Sara andam! eu às vezes ainda consigo comunicar com eles mas é raro.
a sério? já não ralham comigo há muito tempo, por acaso.
eu não sou insensível. eu chorei quando o namorado da pocahontas a deixou sozinha no fim do filme.

Sara sem Sobrenome disse...

Que grandes cromos.
Bem, eu nunca vi esse filme (um crime, portanto). Mas se a deixou sozinha, é um parvalhão.

Luna disse...

oh Sara tens que ver! é o filme mais lindo do nome.

cereja disse...

Eua dorei o amorde perdição, muito mesmo. Quanto aos cupcakes,só os provei recentemnete.. e os que eu provei eram excelentes e não sabiam nada a preservativo;) sabiam a cheesecake e a bolo de limão e por cima um bocadinho de recheio de abobora.Estranho? Não,optimo mesmo.Mas nada melhor do que um bom bolo de brigadeiro, ai, nhaaaaam!

Banda in barbar disse...

Sara sem Sobrenome disse...
Ai, mas estes alarves ainda cá andam? Minha nossa Senhora.
Claro que ainda ralham comigo
??????

anfim...