sábado, 10 de abril de 2010

Vai um Bondage(zinho)?


Vamos praticar Bondage?
Pá, sei lá... deve ser giro. Quer dizer, a ideia de levar duas aberdoadas no focinho, não me agrada, mas até pode ser agradável. Não?
Eu gostava, mas não queria acabar lesionada. Já me imagino sem oxigénio no cérebro mais de 5 minutos, a ficar roxa, a tentar berrar (sim, porque eu iria ter uma merda qualquer na boca a impedir que eu gritasse em condições), e o gajo a dizer-me:"Gostas poucos, gostas..." CREDO! 
É fim de semana, tá a pegar em cordas, gelo, alfinetes, chicotes, cintos e sabe-se lá mais o quê... insultem-se como se não houvesse amanhã. 
Isto tem é que ser praticado com juizinho. Cuidado com o tempo que dura esta brincadeira. Está bem? Cuidadinho...
Depois não venham para aqui dizer:"Ah e tal, parti um pulso.", ou "Ah e tal, matei a minha namorada.". Eu não tenho a ver com isso.
Magoaste-te? Fez dói-dói? Oh... AZAR! Para a próxima, não te armes.

DENDA 1. Oh pessoal, é um bondage "carinhoso", nada de extremos. Calma...
ADENDA 2. Bom fim de semana para todos.   

10 comentários:

Hapi disse...

Adorei, muito bom!
" a ideia de levar duas aberdoadas no focinho, não me agrada, mas até pode ser agradável. Não? " Esta parte está mesmo gira xD

Acho mesmo interessantes estas praticas, com respeito claro, principalmente pela integridade fisica!

beijo

Anne disse...

quando quiseres podes voltar a por-me aqui, tenho uma ideia pra um post

M disse...

opa... eu não sei se curtia muito um bondage... e olha que sou muito virado pa tesão! Tudo me excita.. menos o bondage!!

Aquela coisa de andar curvado a lamber tacões de botas de cabedal e levar chicotadas nas costas não me levanta a pila...

nada melhor que uma vagina sem cabedais...

no máximo uns brinquedos!

M disse...

Adenda: Amei o blog!

Bitor disse...

loool
"Ah e tal, matei a minha namorada."

:)

tb tenho umas fixes tipo
" a minha namorada deixou me pendurado"

ou dei um tempo pois ele afixiava me mt....!!!

eheh ou depois dum casamente duns bondages em vez de levar a noiva ao colo leva a a arrasta la pelo cabelo e aos pontapes

Sara sem Sobrenome disse...

Hapi

Obrigadinha! :)
Qual integridade fisica? Comigo, é tudo À bruta. A dar-lhe com força. Sou apologista de que a boa educação, fica à porta do quarto, não entra. Lá dentro so asneirada e sabe-se lá mais o quê!
Quando experimentares, anda cá, partilhar a tua experiência. :)
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Anne

Mal possa honey por-te-ei (é assim?) aqui. Até lá, beijo.

Sara sem Sobrenome disse...

M

Mas que rico comentário.
Bem, já experimentaste? Só assim podes saber que não te excita. E só para que conste, aquilo pode ser bem excitante. Bem feito, claro está.
Vocês homens, levantam a pila com uma coisa minima. Se tiver de ser a lamber um tacão, pois que seja.
Claro, claro. Nada melhor...
Depende dos brinquedos.
Obrigada!
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Bitor

Boa, boa. Por acaso, não me lembrei dessas. :)
Oh meu querido, bondage não se resume a pontapés e puxões de cabelo. CREDO. A isso chama-se violência doméstica.
Ou se será que os gajos que batem nas mulheres, estão, nada mais nada menos, doq ue a praticar bondage? Fica a questão no ar.
Beijo

Anne disse...

Esqueci de dizer: eu alinho nessa do bondage :o