quarta-feira, 20 de julho de 2011

Traição

Caros leitores,
Hoje decidi falar-vos sobre um tema polémico, picante,i\moralista...Fechem as vossas portas, corram as cortinas, segredem ao ler o texto porque isto vai ser puxado (ou não).
Pois é, ontem vi um filme chamado "Last Night" que é basicamente um filme todo à volta do tema que hoje vou escrever , onde um casal de pessoas casadas se traem um ao outro. E eu fiquei a pensar em mil e uma coisas em torno do conceito da traição. A traição também pode ser designada por infidelidade e o seu conceito baseia-se num descumprimento de um compromisso de fidelidade,onde aqui aplicamos o contexto amoroso, porque a traição não se fica apenas para situações amorosas, também se podem enquadrar na amizade, família, em violações de normais sociais ou outros, etc. Para vos situar,vamos falar sobre a dita traição amorosa, portanto.
Pessoalmente, nunca trai ninguém mas já fui muitas vezes traída, não actualmente, mas quando tive os meus primeiros namorados ou paixonetas,sim..e o que penso mais neste assunto consiste no facto de que gostaria de entender o que leva um membro de um casal dito "apaixonado" ou pelo menos de namorados\as a trair o outro. Por detrás da traição podem estar eminentes muitas razões para isso acontecer, podendo ser: uma demonstração de poder (nem que seja em espezinhar o coração do outro); insatisfação (que pode tanto ser sexual, amorosa, afectiva, o que for); um deslize ( como uma pequena confusão de sentimentos, por exemplo); uma vingança( por exemplo, quando o Namorado A trai a Namorada B, a Namorada B vai-se meter com um gajo qualquer para se vingar.) ; um busca insaciável pelo o que é novo, pois pode o casal de namorados\as ter entrado numa rotina tão grande que se perderam enquanto entidade de casal, o amor pode deixar de existir e portanto extinguir-se e essas mesmas pessoas negarem a sua realidade, estando numa situação de habituação e de negação face à relação e deixarem-se estar enquanto andam com outros\as; o prazer pelo perigo e excitação que a traição lhes proporciona, etc etc...
Mesmo assim, depois destas explicações do que leva uma pessoa a trair outra, continua a não se encaixar para mim o facto das pessoas se traírem assim, sem mais nem menos. Pelo menos eu penso assim, se eu deixar de gostar de pessoa X , tenho de ser honesta para com essa mesma pessoa e dizer-lhe: "Olha X eu já não sinto o mesmo por ti, lamento, mas já não dá mais. Gostei muito do que tivemos, foi especial (ou não) mas para mim já não faz sentido continuarmos". E finito, corram as cortinas, ganhem uns aplausos e o drama grego acabou. É muito mau, eu sei! Não é nada fácil, mas é preferível. Lembro-me de uma vez que isso me aconteceu, eu tive de dizer a um namorado meu que o que sentia por ele tinha ido ao ar,pura e simplesmente, assim dum mês para o outro. Já nada nele fazia sentido para mim e quando tive de lhe contar, eu estava tão triste por aquela relação não ter dado certo, que supostamente quem estaria de rastos era ele, mas eu é que fiquei na merda e ele é que me teve de consolar, depois de ser eu a acabar. Enfim...hoje olho para isto e dá-me vontade de rir, mas na altura não foi bem assim.
Se todos nós somos desafiados todos os dias por pessoas atraentes? Sim. Se todos nós somos pessoas com hormonas a funcionar? sim (julgo eu). Mas e o nosso lado mais racional? Está ligado? No caso das pessoas que traem devem-se ter desligado totalmente.
Relativamente, a pessoas que são traídas, só vos digo assim , saber por o amigo ou a fulana tal é mau...mesmo mau, agora imaginem que ninguém vos disse, vocês não suspeitam, pensam que está tudo bem , até que um dia ( you´re minding your own bussiness and then..) vão a uma papelaria ver de um livrinho e dão de caras com um namorado vosso mesmo a comer bem uma gaja (horrível por sinal, daquelas fedengas) desalmadamente na pequena papelaria da pequena cidade e mais tarde, no dia a seguir esse mesmo moço, nega a existência de um beijo todo nhanhoso com a outra e diz que foi à mesma livraria com um rapaz... é caso para dizer: "Puta que o pariu...ouve lá...eu vi aquela merda". E eis que esse moço acorda para vida e percebe: It´s over!
Uma das coisas que me apercebo quando penso nessas coisas agora, com a minha idade é que quando existem os primeiros namorados, a mulher em nós ainda não está sequer instalada, pode existir já algum hardware, mas o software leva tempos a sacar e muitas das vezes só fomos traídas porque na altura ou éramos parvinhas demais, ceguinhas demais, ingénuas demais, "gosto tanto dele" demais, etc etc. Se tudo for feito devagar, estas coisas não têm tanta tendência a acontecer,digo eu. Quando se é mais nova, pelo menos, eu falo por mim e pelas pessoas que conheci, quando se conhecia um rapaz que nos fazia bater o coração, demorava coisa de 2 ou 3 semanas a sermos totalmente conquistadas e eles passam por cima de nós como tapetes e estava feito. Hoje em dia e se já tiver o mesmo software que eu instalado, as meninas já não são assim. Com muita calma, inspeccionar bem o menino, saber quem é, quem são os pais, o que faz da vida, é algum Don Juan ou um Nerd...essas coisas e ter muito bem o olho aberto..que nunca se sabe.
Uma das coisas que me tem espantado muito foram dois estudos que saíram recentemente que mostram que as mulheres traem mais que os homens e que os homens com um Q.I mais elevado são aqueles que são mais fieis nas relações. É curioso, não é?
A mulher é a que trai mais, mas também é a que anda sempre desconfiada ( na maioria dos casos) e os homens que são mais inteligentes deixam-se estar sossegadinhos e não traem... Ora aqui está uma certa vantagem em namorar com os marrões lol com os geeks e nerds :) lol
Enfim, este tema tem muito que se lhe diga..e provavelmente irei fazer uma parte 2 , Ok?
Beijinhos e abraços,
Da Alice*

9 comentários:

Ana Casada disse...

traição é um tema polemico..
mas pra dizer a verdade eu acho que na epoca atual que vivemos já não se sabe mais quem trai mais,,se homem ou a mulher,,pois nós..mulheres cansamos de sermos traidas e ficarmos quietinha como se nada tivesse acontecido..

e não é por falta de amor nao..

é questão de sexo mesmo.de tesão..

nós temos os mesmos desejos que os homens e agora já sabemos que podemos vivê-los a vontade..

sem falsos tabus,,,

bjocas

ana casada

CurlyGirl disse...

A traição é um tema que tem muito que se lhe diga... A partir de quando é considerado traição? Só quando é físico? É realmente um tema polémico porque às vezes as coisas não são claras... É preciso coragem para escrever sobre isto.

Rita Jovi disse...

Olá Alice.
Gostei mesmo muito deste texto. É um tema que a mim que me incomoda, não por alguma vez ter traído ou ter sido traída, mas pk simplesmente tenho, vá, medo que isso aconteça. E pra mim sinceramente uma traição amorosa NÃO FAZ QUALQUER SENTIDO, EM NENHUMA IDADE!!
Caramba, se um casal (casado ou num relacionamento) sentir que algo não está bem, acho que deve ter confiança SUFICIENTE pra conversar, descobrir o que está mal, e decidir se é pra lutar por aquilo ou não...
Trair é a coisa mais badalhoca que existe, acho que dói de tal forma que nem quero pensar nisso... :(
No entanto, já sofri traições a nível de amizade. Não é muito bom, é a chamada "facadinha nas costas", mas deduzo que a traição amorosa seja muito pior...
Espero ansiosamente pela segunda parte deste texto!!
:)

Bitor disse...

isso do QI tem a lógica do destingir o lado hormonal do lado racional

Fogo disse...

Traição... algo muito polémico sem dúvida...

pode acontecer a qualquer relacionamento... é difícil manter a paixão e o amor eternamente com alguém e os relacionamentos têm altos e baixos... mesmo em longos e estáveis relacionamentos/casamentos a paixão pode aparecer e ai acontecer a traição... ninguém está livre julgo eu... o depois é que deve ser clarificado com todos os envolvidos.

Fogo

_lua_ disse...

Gostei muito deste Blog.

Boa temática, seguindo-te.

Bjs da lua e um bom fds.

=)

Maria disse...

Por vezes falta a coragem da separação, por várias questões, dinheiro, filhos e outros... Daí que, pode de facto surgir uma nova paixão (sem andar à procura ou não) e advem a traição.Não é ma situação fácil...

Maria F.C.

Alice disse...

Lua: Ainda bem que gostas ;) Continua na nossa companhia. beijos da alice e bom fds.

Fogo: Concordo plenamente contigo. Se bem que se um casal estiver a passar uma fase má ou menos boa, pode sempre ter consultas de terapia de casal ou simplesmente falarem e chegarem a um acordo: Ou lutarem pela relação ou acabarem.

Bitor: é capaz :)

Rita Jovi: Não poderia estar mais de acordo ctg, assim como disse ao Fogo, é um facto que a traição é algo completamente estupido e sem sentido,porque os problemas das pessoas enquanto casal,têm uma solução e passam apenas por esse mesmo casal e mais ninguem, a nao ser que queiram ajuda de terceiros. O 2º Texto deve estar ai a arrebentar =) beijinhos* Fico contente por teres gostado do texto ;)

Curly Girl: Espero ter tido a coragem minimamente aceitável para conseguir escrever sobre este tema tão polémico e que as suas definições são tão ambíguas... :) beijinho

Ana Casada: Ainda bem que hoje em dia as mulheres e os homens estão no mesmo patamar,sem tabus ,etc. Se as mulheres estão cansadas de serem traídas pelo sexo ou pelo amor ou o que o valha, é apenas uma situação de não se terem imposto quando deviam. Dizer Basta... e eu sei que é muito fácil dizer isto por aqui e o que é difícil é agir, mas se conseguem trair, sejam homens ou mulheres, sinceramente parece-me muito mais fácil ser honesto e sincero e propor-se à outra pessoa pertencente a um casal e propor um Swing ou o eventual envolvimento de outros na mesma relação ou até fora dela, mas com consentimento do casal. Isto para não falar que podem partilhar fantasias eróticas e irem tb por ai. O amor como o sexo devem ser um livro aberto entre casal,seja os seus podres ou as suas coisas boas. E esta é a minha opinião. Beijocas

Fogo disse...

Estas coisas na realidade não são nada fáceis...