segunda-feira, 27 de junho de 2011

Também quero falar falar do Angélico

E se eu quero, eu falo. E o que eu tenho a dizer é muito simples e até vou dizer devagarinho para não haver mesmo falhas na minha comunicação convosco: cada. um. tem. aquilo. que. merece.
E é assim. A mim irritam-me todas estas merdices que se estão a criar em torno desta situação e "ai coitadinho, tão jovem", "ai que é uma grande perda", "coitado do rapaz tão novo e parte inocente". Inocente o caralho! Então o bacano andava-me numa auto-estrada às tantas da madrugada (e não havia de ir devagar, n'é?), sem cinto de segurança e a porra do carro nem seguro tinha. O pneu rebenta e ele perde o controlo do carro, naturalmente; mas se ele estivesse a respeitar os limites de velocidade (não digo que recuperasse o controlo do carro facilmente mas...), o carro nunca teria ficado no estado em que ficou e se estivesse a usar o cintinho de segurança, não estava agora em morte cerebral. E acabou aqui. Fim. A única pessoa naquele carro que estava a usar o cinto de segurança está relativamente bem neste momento (em comparação com o outro que morreu de morte mesmo e o Angélico que morreu cerebralmente até está muito bem) e isto há-de querer dizer alguma coisa não é? Há-de querer dizer que o cinto de segurança não está lá somente porque, olha, fica bem com o estofo do carro!
O Angélico fez a cama em que se deitou. Escolheu os lençóis e tudo! E eu não entendo a admiração destas pessoas, palavra que não. Vão-me dizer que não era previsível? Ora, por amor de Deus...
É claro que não estou aqui a desejar mal a ninguém nem estou mais feliz com este situação (na verdade até me é indiferente, mas pronto) mas também há que ser um bocadinho coerente e entender que o que aconteceu foi praticamente pedido. E não, não vou desejar as melhoras a ninguém, que isto já não melhora. Um cérebro morre, acabou, desliguem as máquinas que manter plantinhas vivas dá trabalho. Mas digo que lamento, lamento muito que com a quantidade de informação (e as notícias!) que para aí há continue a haver quem prefira agir irresponsavelmente, colocando a sua vida (e a de outras pessoas) em risco.


Aproveito só para informar que os comentários neste blog agora são moderados, porque há um comentador que tem a mania que é engraçadinho e não acrescenta nada de útil a este espaço. E não me venham lá com merdas de "ah mas vivemos em democracia e cada um diz o que quer", aqui não é assim. Aqui mando eu - e os restantes membros deste blog - e se eu (ou eles) considerarmos algum tipo de  comentário inútil (porque nem é ofensivo, é só mesmo inútil - o gajo diverte-se a copiar partes de textos, alterá-las e enviá-las por comentário; enfim...) temos mais é que pôr termo a isso. Este espaço ainda é nosso e quem tem que se sentir bem aqui ainda somos nós; se vocês se sentirem bem também, óptimo.
Obrigada pela atenção (e pela compreensão, espero) e um beijinho para todos.

17 comentários:

ana disse...

Gostei do texto. Não tirava nem uma palavra, concordo plenamente.

Cláudia Neves disse...

Concordo plenamente contigo neste assunto.
Até parece que o rapaz é alguém que faz muita falta á humanidade.
Se não se andasse a armar em bom com brutos carros,em excesso de velocidade e sem cinto essas coisas não aconteciam.
A comunicação social em Portugal explora as noticias até á exaustão e isso irrita qualquer um.
Se fosse um cidadão qualquer a dar nas noticias que tinha tido um acidente diriam:
"oh olha mais um" e no dia seguinte já não se lembravam.

margherita disse...

Concordo plenamente contgo e com a Cláudia. Com atitudes destas (sem cinto e a andar em altas velocidades) estava mesmo a pedi-las.

Bitor disse...

eu digo isto a toda a gente a ver se nos entendemos!
OS BMW JA HÁ MT TEMPO QUE TEEM PNEUS ANTI FURO ELES NÃO ARREBENTAM!!!!!!
arranjem outra peta...

MisterCharmoso disse...

Concordo plenamente...e já agora ANGE...QUE???? Quem é esse tipo o que de bom fez á sociedade? Namorou com uma pseudo-actriz estrábica e juntos pediam fortunas a revistas cor-de-merda...

A morte cerebral não é de hoje. Quem não usa cinto já está morto no cerebro há anos...

Beijos charmosos

AdamWilde disse...

A minha tia, que é um pouco chéché, pergunta: "então e porque é que não falam dos outros que morreram e do outro que também está gravemente ferido?", ao que o meu tio responde: "porque isso não vende.".
Concordo plenamente com o que escreveste e acho demasiado todo este mediatismo em torno do acidente, é como disseste ele fez a cama em que se deitou.

Sara sem Sobrenome disse...

E como eu quero opinar mas não me apetece repetir tudo de novo:
http://aiiijasus-saradenise.blogspot.com/2011/06/que-falta-de-conteudo-no-coracao.html
Estamos a falar de uma vida.

Luna disse...

já tinha lido o teu post. meh.
estamos a falar de uma vida e cada um sabe da sua. ele soube da dele e, como tal, fez-lhe o que entendeu. fim.

4estrelas disse...

Sem retirar uma palavra....mais acrescento que conduzindo como o fez... e se com cinto e ileso era arguido por homicidio involutario no minimo além todas as condenações pelo código da estrada.Conduzir assimé crime

Sutra disse...

Não percebo nada de democracias... nem de liberdades de expressão... mas como cidadão do mundo, rego-me pelo bom senso... e há momentos na vida em que a minha perplexidade obriga-me nem sequer a opinar para não sair asneira! ;)


Sutra

S* disse...

Uau, quem nunca cometeu uma imprudência pode falar... mas duvido que nunca tenhas cometido uma. ;)

Luna disse...

ó fofinha, cita-me lá a parte do texto em que eu digo que não cometo imprudências? bem me parecia. beijinhos e muda de argumento, tornas-te cansativa.

O Rapaz! disse...

realmente não sei o que as pessoas e os media vêem neste tipo. Odeio o facto de eu querer ver as noticias com coisas que me afectam do que a porcaria desta morte que ocupa muito do jornal (deve ser do 'silly season')

sejamos realistas o gajo foi um actor ( não fez nada de especial) e um cantor ( outra vez, não fez nada de especial). Se fosse alguem que tenha mudado significativamente a minha vida como o Bill Gates ou alguém desse género que realmente afecta o nosso dia-a-dia isso sim seria alguem para lembrar.

actores/cantores há muitos --' mas são muito poucos os que realmente alteram a nossa vida (assim duma maneira física e não do tipo emocional)

dito e escrito:D

O Rapaz! disse...

e queria realçar que o pormenor do cinto foi actualizado: de acordo com o amigo que sobreviveu, o angélico tinha cinto e não tinha bebido (ou ele não bebe) - mas sejamos francos se fosse com um amigo meu, eu também diria isso para que a morte dele nao fosse recordada devido a uma razão estúpida

Luna disse...

‎"moranguito cremado de chapéu mas sem coração, pulmão, rins, córnea e fígado" (http://www.jn.pt/Storage/JN/2011/big/ng1565866.jpg
www.jn.pt)

ADORO o jornalismo português

O Rapaz! disse...

o meu pai doou o rim á minha mãe , onde é que isso aparece no jornal ?

Genoveva disse...

concordo!
estou a adorar o blog, parabéns :)