domingo, 12 de junho de 2011

a organização que é o meu quarto e a feira medieval

(clicar para aumentar)

Então é assim, tinha mil coisas completamente interessantes para vos contar mas por motivos de força maior (ver imagem acima) o tempo para tal é reduzido e sendo assim, a informação será resumida.
Ontem fui à feira medieval cá de Coimbra, que foi assim uma coisa muito espectacular. Até mexi numa cobra, vejam lá bem. E peguei num coelho ao colo, só que o animal quedou-se possuído por uma qualquer criatura do demo e de modos que começou a tentar trepar por mim acima e a cravar as suas belíssimas unhas de 5 centímetros no meu belíssimo braço de pele sensível. Mas como eu ia dizendo, a feira medieval de Coimbra é para aí uma das coisas mais fantásticas do mundo porque há barrigas de freira, nacos de carne em broa e tacinhas de barro com doces que se comem com colheres de madeira gigantes. E depois há mini-cavaleiros a vender cerejas e coisas assim e a dada altura chega-se um (giro que só ele) à minha beira com um ramo de flores a perguntar se eu queria comprar. E eu perguntei se ele não tinha antes coroas de flores (que são a coisa mais linda das feiras medievais) e ele grita: TENHO! e depois acrescenta oh, afinal já não... e faz assim uma cara de infelicidade tremenda; mas de repente ilumina-se-lhe o rosto outra vez e diz: mas se me comprares o ramo de flores podes fazer tu uma coroa! e foi tão fofinho que eu comprei-lhe mesmo as flores. Um euro. Só não fiz coroa nenhuma, que não tenho talento para essas coisas. Mas o miúdo, quando crescer vai ter grande pinta, pois vai.
Quando saí da feira sentei-me numas escadas à espera do autocarro e começa uma ucraniana  (que eu até pensei que tivesse vindo da feira medieval também porque estava de vestido vermelho até aos pés, lenço vermelho na cabeça e sapatinho a condizer; tudo em veludo) a cirandar à minha frente, com uma criança nos braços. E ela falava alto como o caralho (eu até pensei que estivesse ao telemóvel mas não, estava mesmo a falar para a criancinha) naquela língua irritante deles e nos entretantos tropeça-me no passeio e quando estava a cair, em vez de agarrar o bebé com mais força (que seria o que qualquer mãe inteligente faria) atirou a criança ao ar, projectando-a uns bons dois metros para longe de si. A menina (acho que era uma menina) começa a chorar deitada no chão (pois pudera, uma merda de uma queda daquelas, a avaliar pelo barulho que a sua cabecita fez ao bater no chão não há-de ter sido pêra doce) e a progenitora, em vez de socorrer a criança ainda fica uns bons 30 segundos sentadita no chão a olhar para o telemóvel que entretanto lhe saltara da mala. E eu sentada nas escadas, tão chocada que mete impressão e sem poder fazer nada, que já se sabe que estas pessoas não aceitam que alguém as tente ajudar e ainda me arriscava a levar uma naifada no abdómen.
Uns 5 minutos depois pára o autocarro que a vaca queria apanhar; vem-me ela a correr do caralho (pois, porque ela não estava à espera do autocarro na paragem certa) e não é que me deixa a bebé cair outra vez?
E eu só me benzia interiormente. Isto se é para ter filhos, que os criem em condições n'é?
E pronto, de modos que é isto. Vou arrumar o quarto, que isto assim dá cabo do sistema nervoso à minha mãe. Ninguém tem um quarto pior que o meu, pois não? Pois.

13 comentários:

Hapi disse...

E eu a pensar que tinha o quarto desarrumado :|

Luna disse...

toda a gente pensa que tem o quarto desarrumado até ver o meu :|

Anónimo disse...

ao meu só lhe falta o estilo do teu=)

Bitor disse...

ainda dá para dar uma...

Alice disse...

O teu quarto não é desarrumado, é artístico =)

one hundred trillion dollars disse...

és uma principiante pá

nem um quarto desarrumado ó jeito tens

até tenho cogumelos a crescer na roupa

e cobras pra comer os ratos

ukraniana és mesmo rachista pá

ku imbrã du kutanu

Luna disse...

K I S S M Y A S S

pling a lot disse...

kiss tu ass?

sinceramente acho que não

com uma desarrumação dessas debe ter fungóides

tás em férias e akordas às 8h25minutos para escreveres isso

sincheramente és mesmo masoch

e non a sacher...

pling a lot disse...

por baixo da cena para o casa mento's daqui a um mês nã percebi nada

são baratas? ou o que saiu do ass?

a legenda tá ilegível

Luna disse...

é, normalmente, as pessoas que estão em época de exames levantam-se mais cedo para poderem estudar para os mesmos. e, normalmente também, as pessoas ignorantes (vulgo, tu) têm sérias dificuldades em entender isso. not my problem. plus, não vês, dá um murro no olho. começo a ficar sem paciência para as tuas merdas, sabes?

Engenharia de Segurança do ....univ de Cu in Bra disse...

e, normalmente também, as pessoas ignorantes (vulgo, tu)

atã pá agora tratamu-nus por tu ó gaja

nã tens patienta patiença pá

já és maior e criminalmente responsável

pega numa caçadêra e...

raisuna adimar disse...

Koncert Luna Kolędy dla Najmniejszych jest kolejnym już charytatywnym przedsięwzięciem organizowanym i wykonywanym przez Przyjaciół i
Wolontariuszy Małopolskiego

Hospicjum dla Luna – organizacji Luna pożytkupublicznego, zajmującej się opieka nad nieuleczalnie chorymi dziećmi w
całej Małopolsce ó Luna Tuna

Evanlye disse...

Só queria dizer que adorei o Kafka à beira mar. Das melhores leituras até hoje.

E sim, o teu quarto é bastante desarrumado :P