domingo, 23 de janeiro de 2011

O que é que vem a seguir? Um açaime ou uma coleira antiparasitária?

No outro dia estava eu muito relaxada a passear pela Praça da República quando se me deparo com um cenário, no mínimo, bizarro. E que cenário foi esse?, perguntam vocês - sim, porque vocês são curiosos. Ora muito bem, estava eu muito absorvida na minha música e na bela da vista, quando reparo num sujeito japonês (ou chinês, nunca os soube distinguir) com uma espécie de corda na mão. Uma trela. E o que é que estava na outra ponta da dita corda?, questionam vocês novamente. Não era um Lulu senhores. Não, nem sequer um Bobi. Não. Nem um Rex. Pois não. Era mesmo um Ichiro Yuzuke (nome lançado completamente ao acaso). Uma criança normal, nos seus 3/4 anitos de vida e olhos em bico, adorável que só ele. Uma pessoa. Presa por uma trela! Assim mesmo, sem mais nem menos, pumba!, trela lombo abaixo.
E neste ponto, a minha mente entra em actividade (a sério) e começo a tentar perceber porque raio é que a criança havia de estar presa por uma trela. A mim nunca me levaram a passear por uma trela. E eu já fui uma criança.
Trelas não é tipo coisa de cão? Os cães é que se levam a passear com uma trela, para não fugirem. E os meus nem isso!, e quereis saber porquê? Porque têm uma dona maravilhosa como eu, que lhes ensinou o que devem e o que não devem fazer. Com muita porrada à mistura, é verdade, mas vejam lá se não aprenderam. E são cães!
Portanto qual é mesmo o objectivo de ter uma trela para levar os putos a passear? É para eles não fugirem? É mas é para os pais não terem trabalho a ensiná-los a não fugir. É mas é para os pais poderem estar a mirar sonhadoramente as montras das chiquérrimas lojas da avenida sem terem que se lembrar de que num fatídico dia, um determinado espermatozóide fecundou um determinado óvulo.
E o que é que sai daqui? Crianças idiotas daquelas que só dá vontade de encher de porrada e lançar contra uma parede. Putos mal-educados. E porquê? Porque sua excelência Papá e sua excelência Mamã não estiveram para ter trabalho a ensiná-los a ser pessoas.
Digo, antes um par de lambadas no focinho do que uma trela pescoço abaixo, credo!
É nestas alturas que se percebe que as pessoas vão mesmo de mal p'ra burro, é que já nem para porrada têm paciência. Não percebo. Filho meu nunca vai andar de trela, vai andar pela minha mão e a primeira vez que tentar fugir, leva uma lambada na tromba. E se voltar a repetir a graça? Ora adivinhem lá, leva duas, três, quatro. As que forem precisas, até aprender. "Ai mas o menino não gosta de andar pela mão?". Não quê?! Mas quem é que manda afinal, eu ou "o menino"?

P.S.: Vão votar, só dessa forma têm o direito de se queixar e falar mal do governo durante os próximos tempos.

18 comentários:

Inês disse...

Essas trelas são a coisa mais estúpida que existe.Gostava de saber se por acaso existe alguma pedagogia a favor disso,algum pediatra que me explique o uso destas trelas,porque isto é uma coisa que me ultrapassa.
E sim,eu votei.

Luna disse...

as crianças até se devem sentir inferiorizadas ao ver outro miúdos andar sem essas merdices. é uma boa destrutiva para o ego.
pronto, se votaste tens o direito de falar mal. falai, falai!

Inês disse...

Oh Lunas..achas que sim????Cada um tomou a decisão que quis,mas fiquei surpreendida com o Fernando Nobre.

Luna disse...

acho, acho. e acho que ainda vai haver muita revolução à custa das falhas que houve no sistema dos cartões de cidadão.

Inês disse...

Sim,ai não tenhas dúvidas.Isto não lembra a ninguém!!
Felizmente eu sou do tempo do BI,senão hoje não hoje não tinha votado.

Bitor disse...

por acaso ja vi varios casos destes.
ate compreendo por tipo alguns pequenos sao demais e so fazem asneiras e metem se onde nao devem ou de repente atravessam uma rua cheia de carros... e ve se que aquilo é feito mesmo para os pequenos e nao é a trela dos caes.
mas EU nunca punha aquilo num pequeno

Su disse...

Gostei deste post. já sou seguidora ;)

micróbio disse...

Já me estou a ver a passear na rua e ver uma mãe (tu) á chapada ao garoto... Lambada 1789, lambada 1790, lambada 1791... e ver o puto sempre a fugir...

Luna disse...

oh Bitor eu sei de crianças hiperactivas que não precisam de trela. levam na tromba e param quietos. e assim é que é; respeitinho que é bonito.

Su, obrigada :)

micróbio, podes crer que quando são bem dadas e na altura certa, a graça não se repete. olha a merda toda que eu fiz em miúda e só uma vez; e não repeti sabes porquê? porque comia a torto e a direito. e estou grata por isso.

Anónimo disse...

Autobiografia?
Crianças idiotas daquelas que só dá vontade de encher de porrada e lançar contra uma parede.
Putos mal-educados

Ventas.. disse...

Quando os Pais procuram estas soluções ofensivas à sociedade, facilmente criticamos, que é a coisa mais fácil, mas nem nos damos ao trabalho de tentar perceber os seus motivos e as suas limitações ... seria interessante..
Estamos preparados para sermos "Pais"? a nossa sociedade deixa-nos ser "Pais"?

Luna disse...

Anónimo, completamente. e como não podia deixar de ser (já é regra nas autobiografias), favoreci-me, obviamente. mas conta-nos lá, Anónimo, andaste de trela na rua ou levas os teus filhos a passear com coleira? :)

Luna disse...

Ventas, queres que eu eu te diga qual é a limitação de um pai que faz isto a um filho? eu digo: é uma limitação mental. das grandes

não estás preparado para ser pai? não sejas. a sociedade não te deixa ser pai? a sociedade agradece que o sejas. mas se o teu problema é a sociedade, se não gostas da sociedade, se não consegues ser independente na sociedade, tens bom remédio, enfia-te numa ilha com o puto.

Ventas.. disse...

Luna, mas eu já sou Pai ;)

Se vivermos à conta dos Pais ou do estado talvez consigamos ser independentes...

Luna disse...

és? bom p'ra ti. mantenho o que disse.

Ventas.. disse...

tb não pretendo q mudes de opinião..
e eu não tenho nenhum problema coma sociedade.. eu até agradeço a ajuda que ela me dá para educar o meu filho...

Luna disse...

eu tenho vários problema com a sociedade no geral, por acaso. um dia escrevo sobre isso.

Anónimo disse...

Luna disse...

eu tenho vários problema
no geral, e não é por acaso.
um dia escrevo sobre isso.