sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Revistas “cor de rosa”… para que servem?

Mais do que falar num contexto económico, que sabemos que gera cada vez mais emprego, e portanto com um lado mais sério, é tentar perceber a importância social desta actividade, e quais os seus limites de actuação perante cada um de nós e quais os seus efeitos…
Quando se fala de revistas “cor de rosa” vem logo à cabeça, o seu conteúdo de coscuvilhice da vida alheia, normalmente as coisas más de vida de alguém, que  supostamente, é uma figura publica, com intervenção social, blá, blá, blá, blá… O que é que isso contribui para a nossa felicidade? Em que modo é que nos pode afectar o nosso comportamento no dia a dia?
A reflexão é complexa, e obriga-nos a ir mais longe … será que ultrapassa a coscuvilhice e entramos em patamares que podem, pelo menos, ter dois resultados? Um primeiro que é  copiarmos e um segundo que é criticarmos?
Então como pode ser isso? Quando nós queremos ser originais no que fazemos ou dizemos e quando detestamos ser criticados!!.... ah pois é!!.... pior ainda é que todos nós (ou quase todos - exemplo dos 50.000 que se candidataram ao Secret Story da TVI) queremos ser figuras publicas,  como veículo para obter a pseudo-fama (o que é isso? quanto vale?) e a atenção de uma sociedade… e sabemos quais são os canais que permitem isso… a televisão, a net, os jornais….. e/ou as revistas…   e como conseguimos lá chegar? Alguns dizem que basta estar acompanhado de uma figura publica, para se tornar numa … será verdade? … eu conheço pessoalmente algumas, e não acredito muito nisso…  é preciso muito mais… para “vender” a imagem e por vezes os caminhos para lá se chegar são… no mínimo.. perversos…  como ser apanhado no flagra com a mulher de algum político importante, :) por exemplo … ah… só falta dizer é que os jornalistas foram antecipadamente alertados por “alguém anónimo” (pois, pois!!)  ….. vale tudo?  numa sociedade conservadora como a nossa?
Não importa se o conteúdo é tanga.... a verdade é que o “povo”  adora estas coisas e consome-as como rebuçados… uns atrás dos outros, sem conseguir parar…. Bem… alguém é esperto no meio disto tudo, e ganha uns trocos (milhões)……
Ventas
PS. Aproveito para desejar um final de ano com grandes bubas e um excelente ano de 2011 para todos… ;)

9 comentários:

Luna disse...

eu sou a pessoa anónima que telefona aos jornalistas.
não, estava a gozar. eu sou a inteligente: não vejo televisão, não sabia o que era o secret story até há coisa de uma semana atrás, a única revista que leio é a blitz e é on-line, conheço figuras públicas e falo com elas como qualquer outra pessoa.
menos com o nick pollock, a esse dei-lhe uma graxa impossível, mas isso são coisas. e ele merece, de facto. pois é, conheço o nick pollock.

{Λїtą}_ŞT disse...

Senhor,

venho agradecer seus gentis votos para o ano que se inicia e desejar que 2011 lhe seja um ano de muita luz, paz, prosperidade, prazeres e muito amor.


"Para sonhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."
(Drummond)


Saudações respeitosas e festivas.

{Λїtą}_ŞT

Luna disse...

Senhor? o Senhor 'tá no céu.

Ventas.. disse...

Luna, não é todos os dias que sinto a divindade sobre mim... vá deixa-me saboriar o momento.. :)

Cadinho RoCo disse...

Feliz 2011.
Cadinho RoCo

Inês disse...

Olharmos para essas revistas cor-de-rosa pela parte da escandaleira deixa quem lê a pensar que pessoa X também tem um lado humano,que é uma devassa,uma doida.
Essas histórias dos flagrantes são uma grande tanga.
Bom 2011!!

Ventas.. disse...

Inês, sem dúvida..e acrescento que a exposição da intimidade é o preço a pagar para quem quer ser figura pública... ;)
"quem anda à chuva..." :)
Bom ano para ti ;)

Bitor disse...

eu lei a maria quando estou na retrete!

Ventas.. disse...

Bitor, já somos dois.. ;) o que eu mais gosto é aquela parte das perguntas e respostas.... hehe