terça-feira, 3 de agosto de 2010

Oh...

Hoje um amigo, disse-me que ser homem não é fácil.
Eu fiquei chocada. NÃO É FÁCIL? A vossa vida não é fácil? Caramba!
"Ah e tal, nós é que fazemos os trabalhos pesados, não podemos chorar em público porque nos chamam gays e temos que ter uma pila suficientemente grande para não sermos alvo de chacota."
Ai sim? É uma vida fodida, de facto. Pobrezinhos!

Nós mulheres, temos uma vida muito mais facilitada. É.
As mamas crescem de um dia para o outro; Temos o filho da puta do período; A vaca da TPM, deixa-nos loucas; O patrão obriga-nos a andar de salto alto; Temos que nos preocupar com a pílula; Engordamos quem nem porcas durante a gravidez; Ficamos com as mamas descaídas porque "coitadinho do bebé precisa do leite materno"; As nossas mães obrigaram-nos desde pequenas a arrumar a casa; Se andamos com uma camisola com um decote digamos, generoso, ganhamos rótulos; Temos que sofrer horrores com a depilação; Levamos com boquinhas porcas dos "trolhas"; E o pior de tudo, temos que fingir os orgasmos porque, há gajos... enfim!

Sim, de facto, ser homem é horrível. Estou solidária com todos os homens deste mundo e do outro. É.

33 comentários:

S* disse...

Engordar que nem porcas e as estúpidas das mamas principalmente.

Rikardo Ramos disse...

Ho sara tens é inveja!
A culpa é da Eva que comeu a maça no jardim do Eden, e pior "manipulou" o Adão para comer também, e pior ainda trocuou o Adão pela serpente!
Complicado? Completamente

Banda in barbar disse...

Sim, de facto, ser homem é horrível. Estou solidária com todos os homens deste mundo e do outro. É. ...
obrigado gaja, haja alguém que nos compreenda
e traga cerveja e tremoços
quando a gente nã se pode levantar

e ature a merda dos putos

e etecetera..é

Sara sem Sobrenome disse...

S*

E passamos por aquela fase estúpida em que comparamos as nossas mamas com as das nossas amigas. Que tristeza!
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Rikardo Ramos

Mas é claro que tenho inveja. Muita inveja mesmo.
Tas a ver? Foi a Eva que comeu, não fui eu. E a Eva so manipulou o Adão, porque ele era um fraco, ora.
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Banda in barbar

É só pedir, que eu vou buscar a cerveja e os tremoços. Sem contestar. Sem dúvida alguma. E também posso aturar os putos. Não me importo nada. Vocês sofrem bastante, temos que ser uns para os outros. Eu estou convosco, homens.
Beijo

Bitor disse...

voçes queixam se das dores do periodo mas nuncam levaram com um pontapé nos testiculos!!
isso é k doi...

Sara sem Sobrenome disse...

Oh Bitor, tu acabaste de comparar as dores do período com um pontapé nos testiculos? Valha-me Deus!

L.O.L. disse...

Este Bitor é sempre o mesmo
LOL LOL LOL LOL LOL LOL

Sara sem Sobrenome disse...

OH L.O.L., tu pelo amor de Deus, não lhe alimentes o ego.

Bitor disse...

este LOL tem bom gosto!
e digo mais sara ainda bem k nao levamos por mes um kick nos guizos...

Sara sem Sobrenome disse...

e eu acho muito mal... tu, pelo menos, devia ser um diariamente.
Vais sempre pá cama a esta hora?

L.O.L. disse...

Estou com insónia. :(

Sara sem Sobrenome disse...

Oh LOL, também eu... Lê um livro. Faz ponto cruz. A cama dos meus vizinhos está a chiar. Faz a tua chiar também... sei lá...

Cláudia Neves disse...

Coitadinhos deles...lá agora!
Deviam eram ter o periodo na ponta da pila para ver o que era sofrer.
E mais não digo.

Bitor disse...

EI! essa piada do ponto de cruz é minha!

Sara sem Sobrenome disse...

Cláudia, coitadinhos mesmo. No entanto, por causa dessa tua afirmação, fiquei com imagens estranhas na cabeça. Obrigadinha!
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Oh Bitor, peço desculpa, esqueci-me das aspas.

Pepino e Tomates disse...

Cada género tem as suas cruzes. Senão vejamos...

Socialmente uma mulher não é avaliada pelo dinheiro que ganha. Um homem é. Se por acaso ganhar menos do que a mulher com quem tem um relacionamento, será um forte candidato a ouvir, pela frente ou pelas costas, que é um chulo que vive à conta da mulher ou que quer é dar o golpe do baú na namorada.

Se um homem é gordo, é um cachalote. Se é magro é um pau de virar tripas. Uma mulher magra é sempre elegante.

Uma mulher que está sozinha, porque é selectiva, é vista como confiante. Um homem que está sozinho, porque é selectivo, é visto como um gajo que arranja essa desculpa quando no fundo não se safa.

Vou ficar por aqui...

Sara sem Sobrenome disse...

Pepino e tomates

Pois é meu querido, mas se a gaja casar com um gajo com muito dinheiro, dizem logo que só se casou com ele por dinheiro.

Se uma mulher for magra e jeitosa, é o centro das atençoes, se for gorda, é diariamente bombardeada com boquinhas foleiras por parte dos homens.

Só tiveste razão nesse ultimo ponto.
Beijo

Cláudia Neves disse...

Apoiada Sara!

Bitor disse...

oh sara essa do dinheiro ate tu admites!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1 frequentemente!!!

Sara sem Sobrenome disse...

OBRIGADA CLÁUDIA! Muito obrigada! (depois eu dou-te 5 euros!):)
Beijo

Sara sem Sobrenome disse...

Oh Bitor, mas eu sou cabra. Nem todas as mulheres casam com gajos ricos apenas e só pelo dinheiro. Algumas gostam mesmo deles.
E sim, Bitor, se eu encontrasse um gajo já velho, com muito dinheiro, juro que largava tudo e me casava com ele.
E estou a falar tão a sério que até estou a ficar assustada

Maionese disse...

desculpa, mas ser homem é mesmo complicado. falas dos bebés e tal... já pensaste no que é a gravidez para o homem? a mulher está grávida, ok, sofre de enjoos matinais, um ou outro pontapé do catraio, tem as dores de parto (não me digam que é maior dôr de sempre porque ainda no mês passado me entalei na braguilha e pensei que desmaiava...) e depois a depressão pós parto... agora o homem... meu Deus! a partir do primeiro dia em que a mulher sabe que está grávida acabou o sossego! é acordar, às 4 da manhã de dia 21 de janeiro, o marido, porque está com desejo de comer borrego assado com goiabas e avelãs! é estar sempre a perguntar "achas que estou gorda, não é?" seguido da choradeira "pareço uma baleia... já não gostas de mim... eu bem te vi a olhar para a outra magrinha... odeio a minha vida...!", depois vêm os falsos alarmes, normalmente enquanto estás numa reunião importante com o teu chefe"querido, estou com contracções!! ou se calhar são gazes... as vem rápido que é melhor não arriscar!", um gajo abandona o trabalho a correr, vem a acelar tipo tunnig, sujeito a ter um acidente e vazar uma vista, para chegar a casa e ver a mulher já na sanita.... e aquando da hora do parto? nunca o homem é tão mal tratado... é só insultos e gritos, e um gajo ali, a sentir-se um inutil, pois nada pode fazer... mal acaba a gravidez vem a depressão pós-parto, onde o homem sofre o dobro e quando o bébe acorda às 3 da matina é o homem que lá vai, pois houve logo "vai lá tu que eu já o aguentei 9 meses..."

just kidding :)

beijos***

novo post em

http://forcanamaionese.blogspot.com

Sara sem Sobrenome disse...

Maionese

Que cenário tão positivo de uma gravidez. Parabéns.
Mas quem leva com os chutos nos ovários, somos nós. Quem engorda como cabras, somos nós. Quem fica com a barriga flácida, somo nós. Quem fica com os pés inchados, somos nós. Quem dá o comer aos putos, somos nós. Quem tem que abrir as pernas para meia dúzia de médicos, somos nós.
Quem leva com as queixas por parte dos maridos pela falta de sexo, somos nós.
E por aí fora...
Beijo

Bitor disse...

"Quem tem que abrir as pernas para meia dúzia de médicos, somos nós. "

eles normalmente ganham bem!
:D

:P

Bitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sara sem Sobrenome disse...

Ah pois ganham. Mas não é por isso que deixa de ser desagradável.

Cláudia Neves disse...

Então sara,quando me dás os 5 euros?
Vale a pena concordar contigo...
XD

Sara sem Sobrenome disse...

Cláudia Neves

Não me pressiones. Assim que os tenha mando. Eu sou pobre, tá bem?
:)
Beijo

Moog disse...

Foda-se, ter um puto a sair-nos pela vagina não dói mais do que ficar com o pénis entalado na berguilha das calças?

Sara sem Sobrenome disse...

Moog

Nunca me saiu um puto pela vagina. E nunca fiquei com o pénis entalado. Não sei o que dóis mais. Mas o puto a sair pela vagina, parece-me perigoso. Muito mais perigoso.
Beijo